Hidrodinâmica da Baía do Lobito. Parte II – Escoamento Baroclínico

  • António Evaristo
  • Ramiro Neves
  • Lígia Pinto MARETEC, Instituto Superior Técnico, Universidade de Lisboa
  • João Sobrinho

Abstract

Este trabalho constitui a segunda parte do estudo da hidrodinâmica da Baía do Lobito (Angola). Na primeira parte do trabalho foi estudada a hidrodinâmica produzida pela maré utilizando um modelo bidimensional e foram calculados os tempos de residência na Baía se o escoamento fosse só devido à maré. Nesta segunda parte do trabalho é estudada a hidrodinâmica forçada também pelo vento – dominante de oeste sobre a Baía - e pela estratificação térmica, utilizando um modelo tridimensional baroclínico. São apresentados resultados para diferentes regimes de vento que evidenciam a circulação dominante em duas camadas, com entrada de água do mar pelo fundo e saída pela superfície, o que induz tempos de residência no interior da baía que variam entre dias e semanas.
Published
2021-08-24
How to Cite
EVARISTO, António et al. Hidrodinâmica da Baía do Lobito. Parte II – Escoamento Baroclínico. Journal of Integrated Coastal Zone Management, [S.l.], v. 21, n. 2, p. 111-125, aug. 2021. ISSN 1646-8872. Available at: <https://ojs.aprh.pt/index.php/rgci/article/view/407>. Date accessed: 19 oct. 2021.
Section
Research Articles